Spring Meetings 2016: Delegação brasileira comenta sobre experiências no evento

A delegação brasileira para o Spring Meetings 2016 e Civil Society Forum está em Washington, Estados Unidos, durante esta semana para assistir a palestras organizadas pelo Banco Mundial (BM) e Fundo Monetário Internacional (FMI).
São seis dias de evento, que visam discutir o mercado financeiro e a economia global, além de debater sobre desenvolvimento internacional e os progressos do trabalho do BM e FMI. O Civil Society Forum ocorre paralelamente, promovendo debates entre os funcionários das instituições organizadoras e membros da Sociedade Civil.

dia1

Delegação chegou em Washington na segunda-feira (11)

Já no primeiro dia do evento, os quatro delegados do programa Diplomacia Civil, Gabriel Brasil, Manuella Pópulo, Nicolas Silva e Dario Neto, acompanhados do diretor do Instituto Global Attitude, Rodrigo Reis, participaram de uma palestra com o Economista Chefe para América Latina e Caribe, Augusto de la Torre, e puderam ter uma conversa direta com o vice-presidente do Banco Mundial para América Latina e Caribe, Jorge Familiar.

dia2.

Economista Chefe para América Latina e Caribe, Augusto de la Torre, fala em palestra

dia2.1

Delegados conversam com vice-presidente do Banco Mundial para América Latina e Caribe, Jorge Familiar

“O evento supera todas as expectativas. A economia mundial está sendo discutida aqui e existe uma integração étnica muito grande”, disse Dario. “Estou surpreso com o evento de abertura, que contou com participantes de alto nível discutindo ações coerentes. Estou tendo uma ideia de como as instituições funcionam e seu nível de rigor institucional. É uma experiência profissional proveitosa”, comentou Gabriel.
No segundo dia, a delegação participou de palestras sobre a atual crise de refugiados e sobre o financiamento de ferramentas para reduzir a desigualdade social.

dia3.5

Delegados foram acompanhados do diretor do Instituto Global Attitude, Rodrigo Reis

O terceiro dia teve uma agradável surpresa: os delegados tiveram a oportunidade de conversar frente a frente com Joaquim Levy, ex-ministro da Fazenda e atual Chefe do Setor Financeiro do Banco Mundial, e ainda com o diretor executivo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Frederico Jayme Jr.

20160414_172140

Delegados conhecem Joaquim Levy, atual CFO do Banco Mundial

“Conversar com alguém tão experiente na política brasileira e na economia é sempre enriquecedor. Joaquim Levy foi muito atencioso e humilde na nossa conversa. Acho que isso foi a ‘cereja do bolo’ no programa. O evento é fantástico, tem impacto direto com o que faço e ouvir as projeções do BM e FMI é muito válido para mim, que só tenho a ganhar”, afirma Nicolas.
“Foi incrível! Encontramos com Levy no prédio do Banco Mundial e ele foi muito atencioso e simpático, tivemos um bate papo de 40 minutos. Já no primeiro dia dá pra perceber que é um evento grandioso. Os temas discutidos são super interessantes. É uma semana de muito conhecimento e crescimento”, completa Manuella.
Os delegados participam de duas a três palestras por dia e têm mais dois dias de evento pela frente, onde ainda assistirão a palestras como o Fórum de Infraestrutura Global, com o Secretário Geral da ONU Ban Ki-Moon, o presidente do Banco Mundial Jim Yong Kim, entre outros convidados, e uma apresentação sobre oportunidades e ameaças da ruptura digital em sistemas financeiros.

dia3.6

Delegados em frente ao prédio do Banco Mundial

O evento acontece até domingo (17), dia em que a delegação também retorna ao Brasil. Ainda como parte do programa Diplomacia Civil, cada delegado produzirá um artigo de opinião com um tema pré estabelecido por ele mesmo, podendo ser sobre economia, política, relações internacionais ou algo relacionado à sua área de atuação.

Leia mais: Conheça os delegados que irão ao Spring Meetings 2016