“Cidades do futuro” apostam cada vez mais em soluções do presente

Em um planeta onde dois terços da população viverão em cidades até 2050, segundo dados da ONU, as soluções pensadas pelos arquitetos e urbanistas para as chamadas “cidades do futuro” passam, cada vez menos por veículos voadores e tecnologias mirabolantes. No lugar da futurologia, entram produtos e ideias que já começam a ser testados nos dias de hoje.

Durante o Smart City Expo 2016, ocorrido em novembro em Barcelona, mais de 16.000 pessoas debateram o tema em palestras e mesas-redondas. Entre as grandes tendências apresentadas, o chamado “Direito à Cidade”, que dá maior acesso ao espaço público pelo cidadão, foi destaque. O fato de cidades como São Paulo, Nova York e Singapura, em alguma medida já manterem políticas nesse sentido, mostra que o futuro não fica tão distante das atitudes tomadas atualmente.

Outras propostas que começam a atrair a atenção de especialistas em desenvolvimento urbano já são vistas em teste ao redor do mundo: cidades com wi-fi livre para seus habitantes, sistema de aluguel de carros e mesmo veículos automotivos que dispensam o uso de motorista.

A catarinense Mayara Perez, que integrou a comitiva do Instituto Global Attitude ao Smart City Expo, aponta que as parcerias público-privadas, cada vez mais comuns no pais, também foi tratada com entusiasmo pelos presentes. “Uma das mesas que mais me interessou foi essa, que une as Parcerias Público-Privadas com pessoas e novas formas de colaboração”, ponderou Mayara. “O ponto dessa proposta é fazer com que o espaço público fique em consonância com as demandas da população, com a ajuda do setor privado”.

Para o professor brasileiro Wilson Levy, que também acompanhou o evento pela delegação do Instituto Global Attitude, o momento da discussão é propício.  “É um momento importante para se discutir esse tema no mundo”, explica. “As cidades crescem, e elas têm problemas, e não dá mais para pensar nelas (as cidades) sem as soluções oferecidas pela tecnologia”, completa.

 

Leia Mais: Focada no futuro, delegação comenta tudo sobre o Anual Meetings 2016