Conheça a delegação de jovens brasileiros que irá ao evento anual da OMC, o WTO Public Forum

Dia 6 de outubro a delegação de jovens do Diplomacia Civil embarcam para o WTO Public Forum, que acontecerá em Genebra, entre os dias 8 e 11 do mesmo mês. O evento anual da Organização Mundial do Comércio (OMC) serve como plataforma de discussão sobre os últimos desenvolvimentos no comércio mundial, propondo meios de melhorar o sistema comercial multilateral. A edição deste ano será sobre o tema: “Avanços no Mercado: adaptando-se a um mundo em mudança”. E receberá discussões acerca de sub-temas como: Serviços: a próxima fronteira do mercado; A próxima geração: o que Millennials e a Geração Z querem ver no comércio mundial; O próximo capítulo da OMC: fortalecendo o sistema de comércio.
Como parte do processo preparatório para a viagem, os sete delegados selecionados passaram por cinco Diplo.Labs (workshops) e estão desenvolvendo artigos, com temas voltados ao assunto do fórum – sugeridos por eles mesmos -, com orientação de um professor especialista. Já em Salt Lake City, a delegação contará, além das palestras e debates do evento, com agenda exclusiva de reuniões e encontros com líderes e especialistas, promovidos pela coordenação do Diplomacia Civil.

Conheça os delegados:

Adriano Assem é graduado em administração de empresas pelo Centro Universitário FIEO (UNIFIEO). Possui certificação em Scrum Master e é responsável pela execução de projetos estratégicos no Banco Bradesco e em todos as empresas do grupo, aplicando métodos ágeis e frameworks da administração. Músico saxofonista, entende a música como fator de transformação social e atua com aulas de música gratuita.

Ana Michi é bacharel em Economia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, e possui pós graduação em administração pela FGV. Na vida acadêmica concluiu os cursos com uma análise da desigualdade social do subdistrito da Brasilândia, por onde viveu por 14 anos, e sobre Governança Corporativa em Compras, como a mitigação de mão obra escrava na cadeia de fornecimento, onde possui experiência profissional. É parte do time de Intraempreendedores Sociais da Fundação Dom Cabral, onde tem como desafio impulsionar soluções ambiental, social e economicamente benéficas aos negócios. Antenada em oportunidades comercialmente sustentáveis das mudanças climáticas, vem estudado o tema como o  Acordo de Paris e Mercado Internacional de Carbono na FAAP, e realizado cursos online Harvard – The Climate Challenge, e London Business School – Financial Risks and Oportunities on Climate Change.

Felipe Amoroso é graduando em Direito pela PUC – Campinas. No início da faculdade foi voluntário em projeto de combate ao tráfico de pessoas desenvolvido em comunidades indígenas na Amazônia. Fez intercâmbio acadêmico para a Coréia do Sul, com foco em business, onde estruturou trabalho sobre responsabilidade social de corporações, ética e tecnologia e publicou artigo de opinião na revista da faculdade sobre o contexto político, econômico e social brasileiro. Teve sua tese de graduação publicada e, ainda, um artigo publicado em livro organizado por professores da Unicamp, dentro do tema dos direitos humanos. Atualmente, foca seus estudos em estratégia de negócios e estagia no GRI Club, na área de gestão de projetos. Realiza pesquisas científicas na área de comércio internacional para apresentação no IV Congresso Internacional de Direitos Humanos de Coimbra.

Fernanda Lacerda é formada em Relações Internacionais pela PUC-Rio e graduanda em Ciências Sociais pela Universidade Federal Fluminense. Atualmente, é aspirante à carreira diplomática e atual delegada da Global Atittude para o WTO Public Forum 2019. Possui experiência em pesquisa acadêmica na área de desenvolvimento e cooperação internacional. Apresentou trabalhos sobre o Asian Infrastructure Investment Bank e sobre a Belt and Road Initiative durante o VI Congresso da Associação Brasileira de Relações Internacionais. Possui experiência no terceiro setor, na área de planejamento e execução de projetos de inovação e educação. Atuou como assistente de pesquisa no BRICS Policy Center, como bolsista de iniciação científica do CNPq, na área de Economia Política, com ênfase em Instituições e Regimes Internacionais. Foi ativista na Anistia Internacional Brasil por 3 anos e é tradutora de artigos inglês-português para o RioOnWatch, programa criado com o intuito de trazer visibilidade internacional às vozes das favelas no contexto dos megaeventos. Também exerce o papel de professora de francês autônoma e tradutora de artigos francês-português.
Gustavo Duarte é graduado em Direito pela Universidade Federal de Lavras (UFLA). Fez intercâmbio na Universidad del Sinú, na Colômbia, onde recebeu o prêmio de melhor delegado em uma simulação de reunião do ECOSOC. Estagiou na Diretoria de Relações Internacionais da UFLA, na área de instrumentos para cooperação internacional. Foi estagiário visitante na Unità Promozione Internazionale da Università di Pisa, na Itália. Atualmente trabalha como advogado.
Júlia Comitti é graduada em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) com CBA em Finanças e Controladoria pelo IBMEC-MG. Durante a graduação trabalhou como voluntária no programa “Brasil ponto a ponto”, do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), que teve por objetivo estimular o debate em todo o país sobre o que precisa ser mudado no Brasil para melhorar a vida das pessoas. Atualmente integra o time da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (CODEMGE), atuando na área de análise de investimentos em projetos/empresas do setor de alta tecnologia e com grande potencial de inovação. Também possui experiência na estruturação de Fundos de Investimentos nos setores aeroespacial e de biotecnologia.
Luana Paris é graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e graduanda em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG). Trabalha voluntariamente na associação Youth Experience (YEx), onde é coordenadora de um programa voltado para o voluntariado e desenvolvimento pessoal de jovens adultos, e membro do Departamento de Relações Internacionais, atuando no contato com as parcerias internacionais. Já trabalhou na Walt Disney World Company, voluntariou no YMCA Camp Manitou-Lin, ambos nos Estados Unidos, e se engajou em projetos de educação e divulgação científica na UFMG. Atualmente, é professora de inglês e participante do Grupo de Pesquisa Atlântico Sul da PUC-MG, se interessando principalmente por questões de desenvolvimento sustentável, meio ambiente e relações comerciais entre os Estados.