Conheça a delegação do Vienna Energy Forum 2017

A esperada edição de 2017 do Vienna Energy Forum chegou!

Dos dias 7 a 13 de maio, a capital austríaca receberá participantes de todos os cantos do mundo para mais um grande evento da agenda global. Entre eles estão os cinco delegados escolhidos pelo programa Diplomacia Civil, que já estão fazendo as malas para embarcarem para a Europa.

Realizado anualmente pela Organização das Nações Unidas (ONU), o evento deste ano tem como tema a energia sustentável para a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Global – estabelecidos pela ONU – e do Acordo de Paris, assinado em 2015 pelos 195 países participantes da COP21 – conferência internacional sobre o clima.

Confira agora um pouco mais sobre quem são os integrantes escolhidos para a delegação do Diplomacia Civil que está a caminho de Viena:

 

Mariana Rossi Corrêa Meyer atualmente cursa o 8º semestre da Faculdade de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie, de São Paulo. No meio do curso, foi aprovada para estudar no Institut d’Études Politiques de Paris (SciencesPo), na França, onde cursou Ciências Políticas e Direito Internacional. Ao longo da faculdade, se envolveu com grupos de estudos focados em Meios Alternativos de Resolução de Conflitos, como institutos da arbitragem e de mediação empresarial. Em 2015, participou como oradora do Willem C. Vis International Commercial Arbitration Moot, competição que simula um procedimento arbitral. Hoje, participa do grupo de estudos de Mediação Empresarial e trabalha em um grande escritório de advocacia na área de Infraestrutura e Financiamento de Projetos, com foco em energia elétrica.


Matheus Narito Yoneoka é graduado em Engenharia Eletrônica pela Universidade Católica do Paraná (PUC-PR). Foi autor do projeto “Lixeira Sustentável: Uma solução inovadora para a reciclagem de latas de alumínio”, apresentado no Seminário de Iniciação Científica da PUC-PR (SEMIC). Atuou como pesquisador no Ciclo do Programa Institucional de Bolsas de Empreendedorismo e Pesquisa da PUC-PR e é retentor da patente de invenção da “LIXEIRA PARA RECICLAGEM DE LATAS DE ALUMÍNIO”, em conjunto com professores da PUC-PR e a Associação Paranaense de Cultura (APC), pela qual recebeu os prêmios de “Melhor Projeto” no 2º Simpósio de Estudantes da Engenharia para o Desenvolvimento Sustentável (SEEDS) e o Prêmio Novelis de Sustentabilidade 2015 na categoria Inovação Sustentável. Atualmente trabalha como analista na Engenharia de Produto da Bematech, onde desenvolve e gerencia projetos para pontos de venda e automação comercial. 


Luiz Filipe Guerra é graduando em Engenharia Elétrica pela Universidade de Brasília (UnB). Fez o curso de Gestão de Projetos pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e o curso de Etiquetagem de Eficiência Energética de Edifícios Públicos pela Quali-A, além de ter participado do Programa de Capacitação em Energias Renováveis da UNIDO nos cursos de Energia Solar Fotovoltaica e Eficiência Energética em Edifícios. Atualmente é Presidente Institucional da ENETEC – Consultoria Júnior, empresa júnior do curso de Engenharia Elétrica da UnB e CEO da Duality Energy, startup com foco em energias renováveis sediada no Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da UnB (CDT). Faz parte da célula do Litro de Luz – Brasília e é membro da equipe mobilizadora do ProLíder, programa de formação de lideranças da Fundação Estudar.


Livia Picchi é graduada em Ciências Sociais pela Universidade Federal de São Paulo e atualmente cursa Relações Internacionais pela Universidade Estadual da Paraíba. Desenvolve pesquisa na área de Teoria Política, Teoria das Relações Internacionais e especialmente em Direito Internacional, sobre temas como os tratados de Desenvolvimento Sustentável e Políticas de Eficiência Energética Internacionais e Brasileiras. Trabalha como socióloga em um Projeto de Eficiência Energética e Geração de Renda em João Pessoa, premiado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Possui vasta experiência como educadora e professora de sociologia, desenvolvendo palestras, seminários e cursos sobre desenvolvimento sustentável, consumo consciente, resíduos sólidos, sustentabilidade e eficiência energética em escolas, instituições de ensino e em comunidades de baixa renda.


Adriana Luiz é graduada em Engenharia Química e química industrial pelas Faculdades Oswaldo Cruz, de São Paulo. Com mais de 7 anos de experiência adquiridos em indústrias químicas de diferentes segmentos, passou pelos setores técnico e comercial, tendo atuado em processos de pesquisa e desenvolvimento, análises físico-químicas e propostas técnico-comerciais. Desde 2011 se dedica a assuntos relacionados à sustentabilidade e atualmente cursa o Programa de Capacitação em Energia Renovável pela Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO).

 

Com uma agenda completa de painéis, debates e interações com autoridades mundiais, o evento promete grandes momentos e enormes aprendizados.

Para ficar por dentro das principais notícias de tudo o que acontecerá nesses dias de evento, siga acompanhando aqui no site e também nas redes sociais do programa.

O Diplomacia Civil e o Instituto Global Attitude desejam um excelente evento a todos os delegados!