Delegação embarca a Washington para fórum do Banco Mundial e FMI. Conheça selecionados

Nesta segunda-feira (8), seis brasileiros embarcam a Washington, Estados Unidos, para representar o Diplomacia Civil no Spring Meetings 2019, fórum promovido anualmente pelo Banco Mundial e pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) que acontece entre os dias 8 e 15 de abril.

Focado no debate de questões da economia global, desenvolvimento internacional, mercados financeiros mundiais e no progresso das políticas adotadas pelas duas organizações durante o ano, o fórum conta, ainda, com o Civil Society Policy Forum, evento que complementa o Spring Meetings por meio do debate entre funcionários do Banco Mundial e FMI e membros da sociedade civil, estando incluso na participação dos delegados do Diplomacia Civil.

Como processo preparatório para a viagem, os delegados passaram por cinco Diplo.Labs (workshops) e estão em fase de finalização de seus artigos, com temas voltados ao assunto do fórum – sugeridos por eles mesmos -, orientados por um professor especialista. Já em Washington, a delegação contará, além das palestras e debates do evento, com agenda exclusiva de reuniões e encontros com líderes e especialistas, promovidos pela coordenação do Diplomacia Civil.

Conheça a delegação:

Carolina Afonso Costa é graduanda em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e atua como estagiária na área de Comunicação Corporativa na International Finance Corporation (IFC), braço de investimentos no setor privado do Grupo Banco Mundial. Fez parte da gestão do Centro Acadêmico de Relações Internacionais – Barão do Rio Branco (CARI PUC-SP) no ano de 2018 e é membro do coletivo feminista do curso de Relações Internacionais da PUC-SP (MaGu).

 

Guilherme Viana é graduado em Relações Internacionais pela UNESP de Marília, com estudos na Universidad de Cuyo (UNCUYO), em Mendoza, Argentina. Já teve atuação profissional na área de paradiplomacia e internacionalização de cidades, além de imigração e direito internacional na Polícia Federal. Pesquisou temáticas como Organizações Internacionais e Economia Industrial. Atualmente pesquisa na área de economia, no tema de Desigualdade Social em âmbito Internacional.

 

 

Ingridy Alencar Lopes é graduanda em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Atualmente, é estagiária em Negócios Internacionais no Banco Santander Brasil. Fez parte do Projeto Cenários da PUC-SP, o qual organiza simulações da ONU para estudantes universitários, e em 2018 organizou uma simulação da ONU Mulheres.

 

 

Marina Keller Soto é graduanda em Relações Internacionais pela Faculdades de Campinas (FACAMP). Faz parte do Centro de Estudos de Relações Internacionais da FACAMP (CERI- FACAMP), onde participa da área de Eventos e monitora os alunos de segundo ano nas disciplinas História das Relações Internacionais III e Macroeconomia I. Participa da equipe do FAMUN (FACAMP Model United Nations), responsável por organizar a simulação do Modelo ONU na Universidade, e é coordenadora de Recursos Humanos do Projeto de Aprendizagem Social da FACAMP, projeto social organizado por alunos para ensinar matérias elementares, como português, matemática e inglês para os funcionários da faculdade.

Rafaela Sinderski é Jornalista e mestranda em Comunicação pela Universidade Federal do Paraná, trabalhou na RPC, afiliada paranaense da Rede Globo, e no jornal Gazeta do Povo. Foi voluntária da AIESEC em Curitiba no ano de 2016 e tornou-se embaixadora do Movimento CHOICE em 2018. Em fevereiro de 2019, integrou a delegação brasileira na 23ª The Youth Assembly, em Nova Iorque, evento apoiado pela ONU que reuniu jovens líderes de mais de 100 países para discutir temas relacionados ao desenvolvimento sustentável. Atualmente, é membro do corpo editorial da revista Ação Midiática e pesquisadora do grupo de pesquisa em Comunicação Política e Opinião Pública (CPOP), vinculado à UFPR.

Sarah Patrocínio é economista e mestranda em Economia pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Atuou como voluntária no projeto Miniempresa, da ONG Júnior Achievement, passou pelo setor de inteligência de empresas do ramo de telecomunicações, como a Rede Gazeta (afiliada da Rede Globo no estado do Espírito Santo), e também por empresas da área da indústria, como a Federação das Indústrias do Espírito Santo (FINDES). Atualmente trabalha em um projeto de aprimoramento pessoal, com fins de ingressar no doutorado no exterior. Em 2018, recebeu prêmio na categoria artigo pelo Conselho Regional de Economia do estado do Espírito Santo (CORECON-ES).

Instituto Global Attitude agradece a todos os inscritos na seleção. Para saber sobre o que os delegados estarão vivenciando no evento, acompanhe as nossas redes sociais (FacebookTwitter e Instagram), onde promovemos a cobertura do programa.