Diplomacia Civil leva delegados ao Internet Governance Forum pela primeira vez

Com temas atuais, o Internet Governance Forum é a próxima parada dos delegados do Diplomacia Civil. Pela primeira vez, o programa vai ao fórum que discute a governança da internet e elabora as políticas internacionais que regem as tecnologias que nos afetam cada vez mais cotidianamente. De segurança da internet, a armazenamento em nuvem, passando por fake news, os temas mais variados serão discutidos em Berlim, do dia 25 a 29 de novembro. Conheça a delegação do Diplomacia Civil que embarca esse final de semana para o evento internacional:

 

Adriana Bocchi tem graduação em Zootecnia e Mestrado em Genética e Melhoramento Animal pela UNESP/Jaboticabal e Doutorado em Zootecnia pela UNESP/Botucatu. Possui experiência em projetos de extensão e pesquisa na área de Zootecnia, com ênfase em Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos. Foi sócia da Melhora+ Consultoria Genética e trabalhou na Agropecuária Zopone. Possui diversos artigos na área de atuação e na área de educação. Atualmente é Professora Adjunta, Área de Melhoramento Genético Animal e Coordenadora de Assuntos Internacionais na Universidade Federal de Jataí.

 

 

 

Caio Scuarcialupi Mansini é especialista em Cyber Segurança e Inteligência Artificial. Caio é formado em Relações Internacionais pelas Faculdades Integradas Rio Branco e Mestre em Relações Internacionais e Ciências Políticas pela Universidade da Califórnia, San Diego (UCSD). Durante seu mestrado, Caio foi congratulado com o prêmio “Richard Covington” por desenvolver um algoritmo que tem como objetivo avaliar a eficácia e a eficiência do GDPR (General Data Protection regulation).
Atualmente, Caio trabalha como Data Scientist na UCSD em um projeto em parceria com a NASA e a FEMA. Neste projeto, o time do qual Caio faz parte tem como objetivo criar um algoritmo que preveja quando, onde e sob quais condições furacões irão acontecer em território americano. O objetivo é que o algoritmo ajude o governo americano a economizar mais de 3 bilhões de dólares em um tipo de ajuda financeira chamada “Disaster Relief Grant”.

 

Caio Miranda Carneiro é advogado por formação (USP) e vereador da cidade de São Paulo por gostar de provocar a mudança. Ex-assessor Jurídico do Tribunal de Contas do Estado e atuante no combate à corrupção, leva ao gabinete sua experiência jurídica. Suas principais frentes de trabalho são juventude, mobilidade, sustentabilidade, desburocratização e eficiência da máquina pública. Sua atuação na Câmara Municipal tem o propósito de trazer a confiança da população novamente para a política. Com trabalho sério, já propôs 47 projetos e teve 22 aprovados, nenhum vetado.

 

 

 

Fernando Melo Pizzardo é mestrando em Governança Global e Formulação de Políticas Internacionais, bacharel em Relações Internacionais ambos pela PUC-SP. Desenvolve pesquisa em governança da internet pelas instituições internacionais e recentemente desenvolve uma pesquisa investigando a importância da internet para refugiados. Foi consultor em Livetouch Tecnologias, diretor-acadêmico no São Paulo Model United Nations e fez intercâmbio na Sciences Po Paris durante a graduação de Relações Internacionais.

 

 

 

Gabriela Novaes é Bacharel em Direito pela Universidade Salgado de Oliveira, pós-graduanda em Direito Civil e Processo Civil pelo IGD, com curso de extensão em Direito Digital pela Escola Superior de Advocacia, instituição vinculada a OABGO. É advogada atuante em Direito Digital e Direito do Consumidor e, atualmente, além de promover palestras de conscientização sobre a violência doméstica nas zonas periféricas da região metropolitana de Goiânia e prestar consultoria jurídica gratuita a essas mulheres, coordena o departamento Jurídico e Ouvidoria de empresa de tecnologia para eventos e e-commerce de ingressos com mais de 10 anos de experiência na área.

 

 

Kelps Lima é advogado formado Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), onde também fez pós-graduação em Gestão Pública e Mestrado em Políticas Públicas. É Líder RAPS – Rede de Ação Política pela Sustentabilidade desde 2017 e foi eleito 3 vezes deputado estadual pelo Rio Grande do Norte. É autor de projetos importantes na Assembléia Legislativa, sendo o deputado que mais aprovou emendas à Constituição na história do Estado, entre elas a que permite projetos de iniciativa popular por meio de assinatura digital.
Kelps é casado com a ativista política Luciana Bezerra, mora em Natal e, em 2013, fundou no Rio Grande do Norte o Partido Solidariedade. Também é fundador da Escola de Jovens Líderes e dos Projeto Politicação e Lidera +, da Fundação 1º de Maio do Partido Solidariedade (São Paulo) que se dedica nacionalmente à formação de novos políticos brasileiros com foco em campanhas eleitorais de baixo custo.

 

Luciana da Silveira Bezerra é advogada e uma das grandes ativistas da causa de mulher. Mãe de 3 filhos e casada com o também advogado Kelps Lima. Foi a primeira mulher do RN a ser selecionada pela REDE DE AÇÃO POLÍTICA PELA SUSTENTABILIDADE, a RAPS e também do RenovaBR. É uma das coordenadoras da Escola de Jovens Líderes no seu estado; Ativista política e social, está à frente de importantes ações, projetos e campanhas que visam o empoderamento feminino, como por exemplos: o Projeto Doceiras do RN, que coloca mulheres doceiras artesanais no mercado de trabalho; a Campanha do Lenço Solidário, que estimula a doação de lenços para serem entregues à mulheres em tratamento contra; e a Ação do APITAÇO, em alusão ao Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher que, através de eventos em várias cidades do estado, estimula a sociedade a não se calar frente a uma situação de violência sofrida ou presenciada. Em 2019 entrou na Comissão da Mulher Advogada da OAB e foi também uma das idealizadoras do Projeto Lidera Mais, cujo objetivo é preparar mulheres de todo o Brasil para as futuras eleições.

 

Raquel Castilho é graduada em Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Mestre em Direito (Pensamento Jurídico & Relações Sociais – Linha Direito da Cidade) pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Tem em sua formação curso de Planejamento e Gestão em Responsabilidade Social e Sustentabilidade (UERJ) e de Direito Internacional (CEDIN). Foi Residente Jurídica da Procuradoria Geral do Estado do Rio de Janeiro, Consultora Jurídica do Instituto Brasileiro de Administração Municipal (IBAM) e Assessora Jurídica da Secretaria da Casa Civil do Estado do Rio de Janeiro. Atualmente é Assessora do Conselho Diretor da Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes do Estado do Rio de Janeiro e Colaboradora da FGV Projetos como acadêmica. Integra o corpo fixo de voluntários da Organização Não Governamental TETO (TECHO), atua como Diretora Executiva do Portal Direito Internacional sem Fronteiras voluntariamente. Raquel acredita no voluntariado como forma de transformação social e de fazer diferença. Tem especial interesse em temas afetos à Sustentabilidade, Regulação,  Direitos Humanos, Mobilidade, Gênero, Inovação e Diálogos Internacionais.

 

Thobias Prado é graduando em Direito pela Universidade Federal de Uberlândia. Participou de 2015 a 2017 da Organização Enactus e nesta participou do projeto Farinha Minha no assentamento Rio das Pedras. Atualmente, é Coordenador Administrativo do Diretório Acadêmico XXI de Abril e atua como estagiário da Defensoria Pública Estadual na área de Família e Sucessões. É bolsista de iniciação científica FAPEMIG sob a orientação do prof. Raoni Macedo Bielschowsky. Em 2019 foi campeão do II Moot Court em Direitos Humanos realizado pelo Laboratório de Direitos Humanos e Justiça Global (LabDH) e escreveu um capítulo no livro “Trabalho escravo contemporâneo: governança e compliance”. Possui interesse de pesquisa em Direito Digital, mais especificamente investigando os novos paradigmas da internet e como as novas tecnologias impactam na sociedade moderna.