Delegação se prepara para ir a fórum mundial na Malásia. Conheça selecionados

Foram mais de 100 inscritos por todo o Brasil e, finalmente, o Diplomacia Civil apresenta os sete delegados que participarão do World Urban Forum 9 (WUF 9), evento do Programa de Assentamento da ONU (UN-Habitat), a ser realizado em Kuala Lumpur, na Malásia.

Realizado desde 2002, o fórum reúne uma vasta gama de especialistas de diversas áreas, entre representantes de governos locais, regionais e nacionais, organizações não-governamentais, iniciativas comunitárias, acadêmicos, profissionais de pesquisa, setor privado, instituições de desenvolvimento financeiro, fundações, imprensa, membros de diversos órgãos da ONU e demais agências internacionais. O WUF é conhecido como o maior evento global de interação no campo do desenvolvimento sustentável urbano.

Nesta semana os delegados participam dos últimos workshops preparatórios e revisões dos artigos produzidos por eles mesmos, com orientação de um especialista. A viagem acontece de 4 a 15 de fevereiro e lá os jovens poderão não só participar das palestras e debates do evento como também contarão com uma agenda exclusiva de reuniões e encontros com líderes e especialistas, promovidos pela coordenação do Diplomacia Civil.

Saiba mais sobre a delegação:

Laís Bacci – Cursando Relações Internacionais na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG), em Belo Horizonte. Possui grande interesse na área de desenvolvimento sustentável, tendo iniciado seus estudos voltados a este tema. Atualmente, desenvolve uma pesquisa sobre a Agenda de 2030 da ONU e seus 17 objetivos e fazendo uma análise sobre o processo de adoção desta agenda e quais medidas já estão sendo tomadas para conseguir alcançá-la.

 

 

Laís Penna – Cursando o último ano de graduação em Gestão Ambiental na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da Universidade de São Paulo em Piracicaba (ESALQ/USP). Recentemente realizou intercâmbio acadêmico na KU Leuven University, na Bélgica. Realizou cursos de conservação da biodiversidade, educação ambiental e geração de resíduos, e sobre o bioma Mata Atlântica. Atualmente, possui projeto sobre políticas públicas e a gestão ambiental urbana das cidades brasileiras. É pesquisadora-bolsista de Iniciação Científica CNPq com projeto na área de conservação da natureza, com enfoque na resolução dos conflitos de comunidades no entorno de unidades de conservação.

Leticia Rizério – Graduanda em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e atualmente conclui seu Mestrado em Transporte e Planejamento Territorial pela École des Ponts ParisTech (ENPC), em Paris. Após dois anos de pesquisa na área de integração intermodal, foi contemplada com o prêmio “Relevância Acadêmica” em 2014 pela UFMG pela autoria do artigo científico “A bicicleta como meio de transporte integrado ao sistema de transporte de ônibus metropolitano de Sarzedo”. Foi vencedora do concurso SVQT 2017, realizado pela Agence Nationale pour l’Amélioration des Conditions de Travail (ANACT) e posteriormente foi palestrante no Congresso “Inovar para o desenvolvimento de amanhã”, realizado pela ANACT, em Paris.  Atualmente integra a equipe da AFD – Agence Française de Developpement – e atua na área de acompanhamento da valorização imobiliária local nos polos de infraestrutura de transporte intermodais, multifuncionais e integrados ao tecido urbano.

Rafael Corrêa – Mestre em Saúde Pública em Região de Fronteira pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste). Especialista em Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde pela Escola Nacional de Saúde Pública – ENSP/ Fiocruz. Especialista em Análise do Comportamento e Graduado em Psicologia pela Faculdade Assis Gurgacz – FAG. Desenvolve pesquisas em Saúde Pública, Vulnerabilidade e Resiliência em Adolescentes, Planejamento Estratégico Intersetorial e Desenvolvimento Territorial. Recebeu o Prêmio de Incentivo em Ciência e Tecnologia para o SUS, EVIPNet – Ministério da Saúde (2016) e participou como Experiência Exitosa do Laboratório de Inovações na Atenção de Adolescentes e Jovens, Ministério da Saúde – OPAS/ OMS (2015). Atua como Psicólogo na Prefeitura Municipal de Santa Terezinha de Itaipu – PR, é Gerente de Projeto no Parque Tecnológico de Itaipu – PTI e Membro da equipe de pesquisa do Health Behavior in School-aged Children (HBSC) Linked Project Brasil – Universidade de São Paulo – USP.

Sara Belém – É arquiteta e urbanista pela Universidade de Fortaleza (UNIFOR), com dupla titulação pela Appalachian State University (ASU), Estados Unidos. Mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, da Universidade Presbiteriana Mackenzie (FAU-UPM), com ênfase em Desenvolvimento Urbano e Patrimônio Histórico, e pós-graduada em Arquitetura, Educação e Sociedade, pela Escola da Cidade. Atualmente, é professora assistente na Escola da Cidade, nas disciplinas de urbanismo, e é secretária executiva do grupo de pesquisa: “Desenvolvimento Sustentável e Instrumentos Urbanísticos no Bexiga: Cidade Compacta, Patrimônio Cultural e Urbanidade”, da FAU-UPM. Trabalha com pesquisas sobre o tema da gentrificação urbana, tendo publicações em periódicos como a Revista ARA, da FAU-USP. Participa como voluntária do Fundo Imobiliário Comunitário para Aluguel (FICA). Participou como uma das documentaristas do projeto “Civic City, Places en Relation”, pesquisa realizada em várias cidades do mundo para abordar a apropriação do espaço público e o futuro das metrópoles.  

Súsel Lopes – Bacharel em Fisioterapia (UNIP/Bauru) e Educação Física (UNESP/Bauru), mestranda em Desenvolvimento Humano e Tecnologias (UNESP/Rio Claro). Membro do Laboratório de Atividade Motora Adaptada, Pedagogia e Psicologia do Esporte (LAMAPPE), por onde desenvolve projeto de extensão e iniciação científica (CNPq) “Dançando no Escuro: atividades rítmicas e expressivas para pessoas com deficiência visual”. Por sua atuação no estímulo à graduação, recebeu em 2017 certificado de “Reconhecimento de responsabilidade profissional e social com a educação bauruense”, pela E.E. Prof. Luiz Castanho de Almeida (Bauru/SP), escola pública mais antiga do município, e palco de sua formação fundamental e média.

Yago Evangelista – Graduando em Geografia pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Interessado em questões culturais, estudou história do cinema na Academia Internacional de Cinema e História do Samba no Colégio Pedro II. Durante sua formação participou de diversos modelos de simulação e foi diretor acadêmico por diversas vezes.  Atualmente ministra aulas de Geografia no Pré-Vestibular Social +Nós.

 

 

Para ficar por dentro de tudo o que acontece sobre os jovens delegados neste fórum acompanhe a página do Instituto Global Attitude nas mídias sociais.

Tem interesse em participar dos mais importantes fóruns globais com o Diplomacia Civil? Aproveite as nossas novas inscrições para o Spring Meetings 2018 e o NGO Committee on the Status of Women. Saiba mais aqui.