Diplomacia Civil envia delegação ao maior fórum de juventude da ONU. Conheça selecionados

As delegações do Diplomacia Civil seguem à toda! Na próxima semana, oito jovens brasileiros irão ao ECOSOC Youth Forum 2019, realizado na sede da ONU em Nova York, EUA, entre os dias 6 e 11 de abril. Pela primeira vez, a delegação é composta pela Diretora de Relações Públicas da AIESEC Brasil, fruto da parceria com o Instituto Global Attitude.

O ECOSOC Youth Forum funciona como uma plataforma onde jovens de todo o mundo debatem e propõem ações para as políticas adotadas pela ONU. As sessões são acompanhadas por membros do alto-escalão da Organização, além de membros do setor empresarial e de ONGs internacionais. Realizada desde 2012, a conferência anual oferece a oportunidade da juventude dar voz às suas opiniões, compartilhar ideias e pensar juntos em como alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Como processo preparatório para a viagem, os delegados passam por cinco Diplo.Labs (workshops) e estão em fase de finalização de seus artigos, com temas voltados ao assunto do fórum – sugeridos por eles mesmos -, orientados por um professor especialista. Já em Nova York, a delegação conta, além das palestras e debates do evento, com agenda exclusiva de reuniões e encontros com líderes e especialistas, promovidos pela coordenação do Diplomacia Civil.

Conheça os selecionados:

Danilo Vassari é graduado em Ciência e Tecnologia e em Engenharia Ambiental e Urbana pela Universidade Federal do ABC (UFABC). Já atuou em companhias de grande porte, nas áreas de gestão ambiental na indústria e sustentabilidade corporativa. Desenvolveu pesquisas voltadas a Mudanças Climáticas e suas relações com as áreas de Energia e Saúde durante intercâmbio acadêmico na Austrália e, atualmente, é consultor ambiental independente e professor voluntário na ONG Cidadão Pró-Mundo, a qual tem como objetivo oferecer oportunidades para jovens e adultos de comunidades carentes através do ensino de inglês. É também membro da ONG Engajamundo, a qual busca empoderar a juventude brasileira para compreender, participar e incidir sobre os desafios sociais e ambientais a nível nacional e internacional.

Dominique Gogolevsky é graduada em Midialogia pela Unicamp, com passagem pela Université Sorbonne Nouvelle. Atualmente, é professora de Mídia e Gestão de Marketing em uma escola do terceiro setor. Atuou com formação política de jovens na organização Minha Campinas em 2017 e, no audiovisual, como parte da equipe de direção de fotografia do curta metragem ‘Coisa-Malu’, selecionado no Short Film Corner do Festival de Cannes em 2016. Acabou de ter um projeto – desenvolvido com os alunos em 2018 – aprovado para ser apresentado na conferência da NAMLE (National Association for Media Literacy Education) em Washington em junho deste ano.

Eliakin Santos é advogado na Bissolatti Sociedade de Advogados, graduado pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, pós-graduado Lato Sensu em Direito Penal e Processual Penal pela Escola Paulista de Direito, especialista em Direito Penal Econômico pelo Instituo de Direito Penal Econômico e Europeu da Universidade de Coimbra, em parceria com Instituto Brasileiro de Ciências Criminais, aluno da Escola Alemã de Ciência Criminais de 2018, na Georg-August-Universität Göttingen, voluntário no Instituto Pro Bono e Associado do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais e do Instituto de Defesa do Direito de Defesa.

 

Gabriela Toso é graduada em Direito pela Universidade Estadual de Maringá, tendo estudado Ciência Política e Relações Internacionais pela Università Degli Studi di Pavia – Itália. Possui experiência em Direito Penal e da Infância e Juventude e, atualmente, é Diretora de Relações Públicas da AIESEC no Brasil. Também é Conselheira Nacional no Conselho Nacional de Juventude e já participou e organizou eventos e debates relacionados ao tema de Juventude e Direitos Humanos, como o Youth Speak Forum Brasil.

 

Mariana Vicente é graduanda e licenciada em Ciências Biológicas pela ESALQ/USP. Realizou intercâmbio acadêmico na Tokyo University of Agriculture, no Japão, tendo recebido uma bolsa do governo japonês. Apresentou em congressos internacionais sua pesquisa sobre o papel da ecologia microbiana amazônica na mitigação de gases do efeito estufa e participou de diversos grupos de extensão focados em Educação. Devido à sua origem de escola pública, contribuiu como voluntária na criação de um cursinho popular pré-vestibular no município de Piracicaba (SP), focado em cooperar no acesso ao Ensino Superior por jovens de baixa renda, onde também é coordenadora e professora. Atualmente, tem desenvolvido pesquisa sobre a construção da identidade e formação profissional de educadores que atuam em cursinhos populares.

Marina Soares é graduada em Direito pela Universidade Federal de Uberlândia-MG e pós-graduanda em Direito Internacional pelo Centro de Estudos em Direito e Negócios/CEDIN, de Belo Horizonte-MG. Possui experiência acadêmica com pesquisa no campo dos Negócios de Impacto Social. Foi membro do Grupo de Estudos e Pesquisa em Direito Internacional, na Universidade Federal de Uberlândia, quando publicou artigos. Cursou um ano de intercâmbio na Dinamarca pelo Rotary Internacional. Como voluntária, foi embaixadora do Movimento CHOICE, voltado para o fomento dos Negócios de Impacto Social no Brasil, além de participar do programa internacional de formação de jovens líderes em transformação social, o “Guerreiros Sem Armas”, do Instituto Elos. Nos últimos anos, foi Chefe do Departamento de Gestão e Planejamento Institucional do Ministério Público de Mato Grosso do Sul e atualmente trabalha na assessoria institucional do mesmo órgão.

Patrícia Bianco é graduada em Relações Internacionais pela FMU, com MBA em Marketing Internacional e Pós-Graduação em Comércio Exterior pela Unicamp. Em 2011, acompanhou a Confederação Nacional da Indústria (CNI) à Missão Empresarial à China: Guangzhou Fair, segunda maior feira multisetorial do mundo, com objetivo de promover o intercâmbio comercial sino-brasileiro. Atualmente, é Key Account Manager em uma multinacional canadense de tecnologia em Supply Chain, Descartes Systems Group, com a atribuição de disseminar o conceito de Global Trade Content em território brasileiro. Atua de maneira propositiva para que empresas adotem uma cultura “data-driven in real time”, com foco em automação de processos de comércio exterior, compliance orientado a segurança internacional e ferramentas de business analytics para monitoramento global de indicadores estratégicos de crescimento econômico por país, setores econômicos, vantagens competitivas e comparativas entre players globais.

Paula Cesari é graduada e mestra em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) e doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Psicologia na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na linha de Processos Psicossociais, Coletivos e Históricos, no qual investiga a problemática de Migrações e Refugiados. Integra o Núcleo Trabalho VivoPesquisas em Arte, Trabalho e Ações Coletivas, é organizadora da publicação transdisciplinar “Outros femininos” sobre Feminino e Feminismo com mais de 15 autores. Foi assessora na Secretaria Estadual de Saúde do Rio de janeiro, trabalhando com políticas públicas de Saúde Mental para Crianças e Adolescentes, atuou com administração e gestão no terceiro setor e foi docente na Faculdade Integrada Hélio Alonso (FACHA).

Instituto Global Attitude agradece a todos os inscritos na seleção. Para saber sobre o que os delegados estarão vivenciando no evento, acompanhe as nossas redes sociais (FacebookTwitter e Instagram), onde promovemos a cobertura do programa.