Mobilidade: gráficos mostram o aumento de refugiados no mundo

Atualmente, cerca de 60 milhões de pessoas estão deslocadas pelo mundo, por causa de conflitos e perseguições. Este é o maior número já registrado segundo a Organização das Nações Unidas.

De acordo com o relatório da ONU, divulgado esta semana, cerca de 14 milhões destes fugiram em 2014. Estes infográficos, criados pelos jornalistas do The New York Times Sergio Peçanha e Tim Wallace, ajudam a entender melhor a questão dos refugiados e da mobilidade, num mundo cada vez mais móvel. Você pode ler a matéria original, em inglês, aqui.

Imagem: NY Times/ Sergio Peçanha e Tim Wallace

DESLOCAMENTO SÍRIO
Cerca de 11,6 milhões de sírios foram deslocados, quase metade de toda a população da Síria. A maioria deles estão dispersos dentro Síria, mas 3,9 milhões estavam vivendo no exterior até o final de 2014. Agora, quase todos eles estão na Turquia, Líbano, Jordânia e Iraque.

Imagem: NY Times/ Sergio Peçanha e Tim Wallace

Além das milhões de pessoas que fugiram para os vizinhos imediatos da Síria, o Egito recebeu o maior número de refugiados da Síria, cerca de 138 mil em dezembro de 2014. Todos os outros países combinados tem recebido um número relativamente pequeno, cerca de 140.000, conforme mostrado acima.

ÁFRICA: CONTINENTE NEGLIGENCIADO
Apesar do drama dos imigrantes que tentam atravessar o Mediterrâneo para chegar à Europa, a maioria dos africanos deslocados por conflitos ficam na África.

Imagem: NY Times/ Sergio Peçanha e Tim Wallace

Imagem: NY Times/ Sergio Peçanha e Tim Wallace

Imagem: NY Times/ Sergio Peçanha e Tim Wallace

Cerca de 15 milhões de pessoas estão deslocadas na África subsaariana – 4,5 milhões deles fugiram no ano passado. Conflitos de longa duração na Somália, Sudão e na República Democrática do Congo, bem como a guerra civil no sul do Sudão, são alguns dos principais contribuidores.

PRINCIPAIS DESTINOS
Quando refugiados fogem de seus próprios países, a maioria acabam indo para vizinhos imediatos, muitas vezes uma das nações mais pobres do mundo.

EM PAÍSES DE PRIMEIRO MUNDO
Os Estados Unidos e a França, são os países de primeiro mundo que mais recebem refugiados. Eles têm a maior variedade de refugiados por país de origem.

Imagem: NY Times/ Sergio Peçanha e Tim Wallace

Imagem: NY Times/ Sergio Peçanha e Tim Wallace

Em termos de hospedagem de pessoas deslocadas, os países desenvolvidos recebem poucas pessoas se comparados com países fronteiriços as zonas de conflito. Combinados, os Estados Unidos e a França tinham 760 mil refugiados no ano passado. Sozinha, a Etiópia, por exemplo, é palco de 665.000, a maior parte da Somália e do Sudão do Sul. Os países ricos oferecem a maior parte do financiamento para ajudar os refugiados no mundo em desenvolvimento. Em 2014, os Estados Unidos contribui com cerca de um terço do orçamento da agência de refugiados das Nações Unidas.

Fonte: Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados