Na primeira edição do Youth BRICS, Global Attitude leva quatro brasileiros a Kazan, na Rússia

Braço do Civil BRICS, evento pretende fomentar um diálogo construtivo entre a juventude civil dos países que fazem parte da cooperação internacional e suas lideranças

Cerca de trezentos jovens – dentre eles, quatro brasileiros selecionados pelo programa Diplomacia Civil, do Instituto Global Attitude – devem se reunir em Kazan, na Rússia, entre os dias 3 e 7 de julho, para debater cinco temas globais importantes: política, economia, comunicação, mídia de massa e tecnologia da informação, ciência e tecnologia, além da esfera humanitária.

Braço do Civil BRICS, a primeira edição do Youth BRICS contará com a presença do Ministro do Exterior Sergey Lavrov e tem como objetivo fomentar um diálogo construtivo entre a juventude civil dos países que fazem parte da cooperação internacional e suas lideranças. Todos os jovens delegados selecionados tiveram seus custos de passagem, hospedagem e transporte interno subsidiados pela organização do Youth BRICS.

Como afirmou o chefe da Agência Federal para a Juventude Sergei Pospelov, em uma coletiva de imprensa, na mesma ocasião também haverá uma sessão voltada somente para a questão da cooperação energética. “A cúpula terminará com a assinatura de um plano de ação para a dimensão da juventude BRICS”, disse Pospelov.

Idealizador do Diplomacia Civil – programa que engaja jovens em temas de relevância mundial por meio da capacitação e coordenação de delegações para conferências internacionais – o Instituto Global Attitude é uma OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público), sem fins lucrativos, que, desde 2011, articula a cooperação internacional e promove processos transformativos no Brasil e no mundo.

Dentre os brasileiros selecionados pelo Instituto estão os pesquisadores Victor Miriam, Danillo Alarcon e Juliana Moura Bueno, além do jornalista Renan de Souza.