Pela primeira vez o Diplomacia Civil leva jovens para o World Green Economy Summit, em Dubai. Saiba quem são eles!

Esse ano, o Diplomacia Civil chega a novos territórios. Pela primeira vez, o programa levará jovens a Dubai para participar do World Green Economy Summit (WGES), entre os dias 18 e 24 de outubro. Por outro lado, entre os delegados há um veterano. Yuri Rugai Marinho está embarcando em sua segunda jornada internacional com o programa.

O Fórum

O World Green Economy Summit (WGES) é um dos principais fóruns globais sobre economia verde. Organizado pela World Green Economy Organisation e pelo Dubai Electricity & Water Authority, o WGES reúne especialistas de setores críticos do mundo todo para debater os avanços da economia verde global e da agenda sustentável, de forma a alcançar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU (ODS), além de buscar as melhores práticas para implementar as recomendações das Conferências da ONU para Ações Climáticas (COP).
O fórum reúne ministros, líderes políticos, instituições financeiras públicas e privadas, organizações internacionais, especialistas em economia sustentável, acadêmicos e a sociedade civil. Entre eles, está confirmada a participação do ex-Secretário Geral da ONU, Ban Ki-Moon, e o representante do Grupo Shell, Ali Al Janabi.
A edição deste ano se debruçará sobre o tema “Tecnologias Inovadoras para a Economia Sustentável”, com foco em discutir assuntos como:
– Progressos alcançados nos ODS e os obstáculos que atrasam a economia sustentável;
– Cooperação internacional dedicada ao sistema de economia sustentável e desafios globais;
– Adoção de soluções sustentáveis inovadoras.

 

Os Delegados


Júlio Carteri é graduando em Relações Internacionais na Universidade Federal de Goiás. Atualmente, ocupa o cargo de Diretor Acadêmico do Centro Acadêmico de Relações  Internacionais Vinícius de Moraes – UFG e Coordenador de Logística do Centro de Pesquisa e Simulação Olga Benário. É estagiário no departamento de economia e finanças de uma empresa do setor imobiliário e possui formação em língua inglesa, além de estar cursando a graduação em Letras Português-Alemão na PUC-Goiás.

 

 

Lucas Tavares Franzon é advogado formado pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Brasil e pela Università degli Studi di Ferrara, Itália. Pós-graduado em Direito Internacional pelo Centro de Estudos em Direito e Negócios – CEDIN, onde focou em legislação internacional voltada ao meio ambiente e a Agenda 2030. Colabora e trabalha em projetos socioambientais, na busca do consumo consciente, da reeducação social e de uma sociedade mais sustentável através da economia circular. Realizou projeto de estudo, junto ao Instituto-e, Rio de Janeiro, e a OSKLEN correlacionando os 17 ODS e o projeto Water Traces, com o foco no impacto ecológico e ambiental de bens e serviços, avaliando a dimensão social, assim como a pegada hídrica e ecológica, em prol do desenvolvimento sustentável nos setores públicos, privados e no terceiro setor.

 

Yuri Rugai Marinho é advogado e empreendedor com atuação na área de meio ambiente. Atuou, durante 10 anos, nos principais escritórios de advocacia do Brasil. Em 2014, fundou a consultoria ambiental ECCON Soluções Ambientais. Tem título de graduação (2008) e mestrado (2012) em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP). Em 2014, foi premiado no Dow Sustainability Innovation Student Challenge Award (SISCA). Em 2015, foi aprovado no EMPRETEC, Programa da Organização das Nações Unidas (ONU) para empreendedores. É palestrante e convidado para eventos internacionais, com presença no Brasil, Estados Unidos, Canadá e México. Em 2018, criou o Banco de Áreas Verdes, a maior plataforma do mundo de ativos florestais. Tem canal no YouTube para discussões sobre temas ambientais.