Public Forum: tema sobre Comércio Inclusivo inspira delegação do Diplomacia Civil

A delegação do Public Forum 2016, selecionada pelo Diplomacia Civil, passou esta última semana em Genebra, Suíça, participando de palestras e debates voltados ao comércio mundial.

Contando com mais de 1.500 participantes, o Public Forum foca no debate e na proposta de maneiras de melhorar o sistema multilateral, reunindo grandes executivos dos setores público, privado e social, acadêmicos e representantes da própria OMC.
Este ano, o evento completou 15 anos sob o tema “Comércio Inclusivo”, com discussões sobre como o sistema de comércio pode dar suporte à inovação, internet e governança, novas tecnologias, países em desenvolvimento e participação ativa da mulher no comércio mundial.

Já no primeiro dia do evento, a delegação formada por Beatrice Schmitke, Carlos Durigan Jr., Fernando Mauad, Gustavo Rody, Julia Leite, Patrícia Baruffi, Vitor de Melo e Yasmin Winther teve uma reunião com os Ministros-Conselheiros Márcia Donner e Fernando Meirelles, membros da Delegação do Brasil junto à OMC e outras organizações econômicas em Genebra.

_dsc0032

Delegados ao lado dos Ministros-Conselheiros Márcia Donner e Fernando Meirelles. Foto: Global Attitude

“Foi legal saber como é para um brasileiro trabalhar aqui, o que eles costumam ver acontecendo e como mudou no decorrer dos anos a própria OMC, que agora está tratando de temas que não eram tradicionais dela, como por exemplo a inclusão das mulheres no mercado e inclusão e desenvolvimento dos países mais pobres no comércio internacional. São temas novos para a OMC e foi interessante ver a perspectiva de um brasileiro e como tudo mudou nos últimos anos”, explica Beatrice.

“A palestra de abertura foi muito boa, tivemos a presença do brasileiro Roberto Azevêdo, Diretor-Geral da OMC, e outros convidados. Um deles me marcou muito, que foi um empreendedor de Nairóbi, que ao mesmo tempo em que produz impressoras 3D de baixo custo, a partir de material reciclável, também constrói sapatos de baixo custo para pessoas que não tinham acesso a este produto antes. Essas e outras formas de ajudar o comércio o tornam mais inclusivo e foi muito legal ver uma organização trabalhando para que mais pessoas consigam se sentir inseridas e fazer parte do que é considerado uma vida com mais qualidade”, lembra Fernando.

No segundo dia de evento, os delegados foram convidados pelo Embaixador Evandro Didonet, Representante Permanente do Brasil junto à OMC e a outros Organismos Econômicos em Genebra, para participar de uma recepção da organização. Eles compareceram, ainda, a palestras com temas como comércio internacional sustentável, assunto pouco discutido, mas que vem ganhando um importante espaço nos debates.

_dsc0074

Foto: Global Attitude

“As palestras foram muito fiéis ao tema de Comércio Inclusivo e extremamente educativas, oferecendo insights novos e ideias para inovação, além de promoverem o debate muito importante de como o comércio pode ser usado ‘para o bem’, permitindo uma participação mais ativa de pequenas empresas, mulheres e países em desenvolvimento nas redes comerciais que ligam o mundo hoje em dia”, diz Beatrice.

A delegação teve a oportunidade de conhecer durante uma reunião o Diretor-Geral da OMC, Roberto Azevêdo, onde discutiram o futuro da organização e os objetivos do tema de 2016.

“Apesar de o evento inteiro ter sido altamente proveitoso, o ponto alto, na minha opinião, foi a reunião com Roberto Azevêdo, agendada pela Global Attitude. Azevêdo é um profissional extremamente inspirador e a conversa que tivemos durante essa reunião foi muito interessante”, afirma Gustavo.

2016-09-29-photo-00000395

Delegados com Roberto Azevêdo. Foto: Global Attitude

No terceiro e último dia do evento, a delegação compareceu a uma reunião com a assessora sênior do Diretor-Geral da OMC, Tatiana Lacerda Prazeres. Segundo Julia, “fazer parte da delegação do Diplomacia Civil acabou fazendo toda a diferença, possibilitando uma experiência mais rica e completa. Por meio da coordenação do programa, participamos de reuniões onde foram compartilhados conosco conhecimentos relativos ao futuro da OMC, o funcionamento e a possibilidade de trabalho em organizações internacionais, carreira diplomática, entre outros”.

_dsc0038

Delegação teve reunião com assessora sênior do Diretor-Geral da OMC. Foto: Global Attitude

O Public Forum inspirou os delegados a quererem inserir na vida pessoal e profissional o que foi visto na conferência. “A experiência foi incrível. Poder participar de um debate que tem como objeto o desenvolvimento do comércio internacional, ouvindo o que tem de mais recente em matéria de desenvolvimento e o que é tendência para o futuro foi, sem dúvidas, um grande diferencial. Além disso, ouvir tais informações de pessoas que estão na vanguarda do desenvolvimento do comércio e que são exemplos para pessoas que, como eu, querem seguir uma carreira internacional, foi uma honra”, sentencia Gustavo.

Segundo Fernando, “só de conscientizar todos os que estavam presentes no evento e gerar aprendizado para os mesmos, a OMC já ajudou na criação de jovens causadores de impacto. Me incluo com muita felicidade nesse grupo e tentarei ao máximo colocar em prática tudo que aprendi no evento, buscando ajudar o próximo e promover a inclusividade”.

Participando pela primeira vez em um evento internacional deste tipo, Patrícia afirma que a experiência lhe garantiu uma nova visão. “Além da troca de informações e da visibilidade, foi extremamente engrandecedor representar meu país frente a discussões tão relevantes como, por exemplo, o papel do governo e da sociedade civil na implementação de acordos que fortaleçam o papel da mulher no comércio internacional. Tenho a certeza de que os benefícios destes três dias em Genebra seguirão comigo tanto na caminhada profissional quanto na pessoal”.