Última delegação do semestre: conheça os jovens que participarão de evento da ONU em Nova York

Completando a última delegação do semestre, o Diplomacia Civil anuncia oito jovens selecionados para participar do Forum on Science, Technology and Innovation for the Sustainable Development Goals (STI Forum), evento promovido pelo Departamento das Nações Unidas para Assuntos Econômicos e Sociais (UN-DESA), realizado entre os dias 3 e 8 de junho, em Nova York, Estados Unidos.

Passando por sua terceira edição este ano, o STI Forum funciona como plataforma de discussão sobre áreas temáticas para a implementação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). O tema desta edição será “Science, Technology and Innovation for sustainable and resilient societies”, com foco nos ODS 6 (água potável e saneamento); 7 (energia limpa e acessível); 11 (cidades e comunidades sustentáveis), 12 (consumo e produção responsáveis); e 15 (vida terrestre).

Como parte do programa, os delegados contam com cinco workshops preparatórios para o evento e estão em fase de produção dos artigos, com temas sugeridos por eles mesmos, orientados por um professor especialista. A delegação participará das palestras e debates do evento e contará, ainda, com uma agenda exclusiva de reuniões e encontros com líderes e especialistas, promovidos pela coordenação do Diplomacia Civil.

Conheça a delegação:

Adriano Gouveia é graduado em Engenharia Elétrica e mestre em Energia Eólica, ambos pela Universidade Federal de Pernambuco. Possui certificação WAsP na Universidade Técnica da Dinamarca e, atualmente, realiza MBA Executivo em Administração de Negócios do Setor Elétrico na Fundação Getúlio Vargas. Tem experiência em projetos de Pesquisa & Desenvolvimento do setor elétrico, já trabalhou com eficiência energética e em fábrica de turbinas eólicas de grande porte. Atualmente, é gerente da área de Recurso Eólico e Solar na Neoenergia, empresa do grupo Iberdrola. É um entusiasta da área de Energia Renovável e já ministrou palestras sobre o tema em eventos nacionais e internacionais.

Amanda Chami é graduanda em Direito pela Pontíficia Univerdidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Foi vencedora do 9º Concurso Nacional de Redação da CGU (2017), além de autora de romance publicado — Caoduro e Venturini. Representando o Brasil na maior simulação internacional da ONU (NHSMUN), em Nova York, recebeu o prêmio de Outstanding Achievement by a Foreign Language Delegation e possui títulos nacionais de Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica, Mostra Nacional de Foguetes e Olimpíada Brasileira de Matemática. Possui histórico de mais de uma década de participação em trabalhos voluntários em diversas instituições, como a Aldeia SOS, no Rio de Janeiro, além da idealização e coordenação de campanhas sociais a nível local.

Frederico Ganz é graduando em Relações Internacionais pela PUC Minas, realizou intercâmbios na Warlingham School, em Londres, no ano de 2013 e, em 2017, na Universidade de Colônia, Alemanha, onde centrou seus estudos na área de Organizações Internacionais, com foco especial na União Europeia. Como forma de ampliar sua experiência neste meio, participa do Minionu, projeto de extensão da PUC Minas e maior simulação da ONU da América Latina. Já atuou na área de comércio exterior no Brasil e internacionalmente, acompanhando e dando assistência a uma missão organizada pelo Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (INDI), a qual levou empresários de Minas à Europa para participação em rodadas de negócios e na Anuga 2017, maior feira internacional do setor de alimentos e bebidas do mundo.

Guilherme Lara é graduado em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Já trabalhou como Coordenador de agendas internacionais no Gabinete do Governador do Rio Grande do Sul, entre 2015 e 2016. Atualmente, é Chief Financial Officer na ONNi, startup onde também é um dos fundadores. A ONNi é uma plataforma de gestão do setor de entretenimento, contando com mais de 40.000 usuários no Brasil inteiro. No meio acadêmico, seu foco de pesquisa é “A Internacionalização das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação, no formato software”.

 

João Rebouças é graduando em Relações Econômicas Internacionais pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atualmente, é bolsista de extensão e monitor na mesma instituição. Já atuou no setor financeiro de uma empresa de serviços ambientais e em uma empresa de proteção radiológica.

 

 

 

Rafael Cogo é graduado em Relações Internacionais pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Atualmente, é supervisor de Marketing Internacional do Grupo Isodur, empresa brasileira líder em tecnologia e engenharia de salas limpas. Seu foco de pesquisa é a “Comunicação de desenvolvimento global e crescimento sustentável local”, já tendo a oportunidade de palestrar sobre o assunto na Unesp, em Franca. Além disso, conquistou o prêmio de Desenvolvimento Digital da empresa Resultados Digitais.

 

Rodrigo Ito é pesquisador do Laboratório de Pesquisa em Políticas Públicas, Geografia da Inovação e Governança (LAB-GOING) do Instituto de Geociências e da Faculdade de Ciências Aplicadas da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Economista graduado com distinção Magna Cum Laude pela Universidade Federal do Ceará e mestrando em Política Científica e Tecnológica no Departamento de Política Científica e Tecnológica (DPCT) da UNICAMP. Foi aceito também no programa de pós-graduação em Science and Technology Policy do Science Policy Research Unit (SPRU), da Universidade de Sussex. Já realizou quatro intercâmbios em três diferentes países, sendo um desses um curso de extensão acadêmica em sustentabilidade e gestão de recursos renováveis na Universidade de Pequim. Foi, ainda, staff voluntário do Fórum Econômico Mundial para América Latina 2018.

Thaís Cordeiro é graduada em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG), onde atualmente também estuda Ciências Econômicas. Realizou projeto de iniciação científica na área de Política internacional e, atualmente, pesquisa sobre Desenvolvimento Econômico, razão pela qual fez um curso de inverno no Graduate Institute of International and Development studies, em Genebra, Suíça. Trabalha como estagiária de pesquisa na Fundação João Pinheiro, entidade pública destinada ao estudo da administração pública, desenvolvimento regional e políticas públicas. Além disso, é voluntária da ONG ENACTUS PUC-MG e do projeto Rondon. Formou-se no Ensino Médio na Athens High School, EUA, e cursou dois semestres de Relações Internacionais na University of Saint Joseph, em Macau, China.

Instituto Global Attitude agradece a todos os inscritos na seleção. Para saber sobre o que os delegados estarão vivenciando no evento, acompanhe as nossas redes sociais (FacebookTwitter e Instagram), onde promovemos a cobertura do programa.